Para visualizar corretamente configurar a tela para 1024 x 768 pixels

Computador e Internet: 1980-1989


| 1980 | 1981 | 1982 | 1983 | 1984 | 1985 | 1986 | 1987 | 1988 | 1989 |

| arquitetura aberta | Bernes-Lee, T.J. | CD-r | computador IBM 5150 | DNS | Gates, W. III | IRC | Jennings, D. |

| Joy, B | computador LISA | Lowe, B. | Minix | Mockapetris, P. | processador 386 | Osborne, A. | Ritchie, D. |

| Skrenta, R. | Stallman, R.S. | Tanenbaum, A.S. | telefone portátil | Thompson, K. | UNIX | vírus | Windows | WWW |

| Brasil: 1980 a 1989 |

1980
- Nessa época já havia mais de 1 milhão de computadores nos E.U.A. e lá a ARPAnet se espalhou rapidamente, conectando mais de 400 hosts em universidades, no governo e em organismos militares. Mais de dez mil pessoas já tinham acesso à rede.

Ainda em 1980, 

Timothy John Berners-Lee, um consultor de software do "Centro Europeu para a Investigação Nuclear" - CERN, em Genebra, Suiça, um laboratório de pesquisas avançadas de física das partículas, proporia, juntamente com Robert Cailliau, um projeto baseado no conceito de hipertexto para facilitar o compartilhamento de informações entre os desenvolvedores e cientistas, ou seja, permitia que pessoas trabalhassem em conjunto, combinando o seu conhecimento numa rede de documentos.

Mas tudo começou bem antes, ainda no segundo semestre de 1980, Bernes-Lee criou um programa que denominou "Enquire-Within-Upon-Everything" (que ficou conhecido como "Enquire").

O programa criava conexões entre pessoas e arquivos por meio de palavras-chave, os “links” (ou atalhos) entre documentos, de modo que, clicando sobre um desses links apareceria o documento correspondente. Apesar de nunca ter sido publicada, foi a base para o desenvolvimento da WWW.

Muitos anos antes, essa técnica tinha sido teoricamente concebida por Theodor Holm Nelson e Douglas Englebart, que já haviam tomado como base um trabalho de Vannevar Bush, de 1945.

Entretanto, o programa Enquire foi criado para uso particular e assim continuou por aproximadamente uma década.

( Mais detalhes sobre as contribuições de Bernes-Lee: aqui, aqui, aqui .)  


A "Seattle Computer Products" (SCP) decidiu criar seu próprio sistema operacional de disco (QDOS - Quick and Dirty Operating System), devido aos atrasos da "Digital Research" em lançar o sistema operacional CP/M-86.

Em 1980, William (Bill) Gates e seu colega de faculdade, Paul Allen, compraram o sistema QDOS de Tim Paterson por US$ 50.000 que, após algumas melhorias, foi rebatizado como DOS e venderam licenças à "IBM".

O DOS foi um sucesso comercial, vendendo muitas cópias, como o sistema operacional padrão para os computadores pessoais desenvolvidos pela IBM.

Em junho de 1980 a IBM lançou um novo disco rígido que alcançou uma capacidade de armazenamento que superava os Gigabytes pela primeira vez. O "IBM 3380 Direct Access Storage Device" utilizava uma nova cabeça de leitura e tinha capacidade de 2,52 GB, com taxa de transferência de dados de 3 MB por segundo. O tempo médio de acesso era de 16 ms. O preço de compra no lançamento variava entre 81.000 e 142.200 dólares.

Depois, a Shugart Technology (que mudou de nome para "Seagate Technology") desenvolveu a primeira unidade de disco rígido como um drive de 5,25″, precursor dos actuais HDs para microcomputadores. O ST-506 armazenava 5 MBs de dados após formatação, cinco vezes maior que a maioria dos discos comuns da época. O ST-412, de 10 MB, (muito mais caro) foi lançado em fins de 1981.

A "Philips" desenvolveu o primeiro disco ótico de armazenamento de dados que tinha uma capacidade de armazenamento 60 vezes maior do que um disquete flexível de 5 ¼".

Nesse ano a "Sony Eletrocnics" introduziu no mercado o primeiro drive e o disquete de 3 ½ polegadas, com 9 cm de diâmetro dupla face, dupla densidade, que armazenava acima de 875 KBs quando não formatado. O disco era mais rígido que seu antecessor, mas mesmo assim continuava bastante frágil.

Foi lançada a impressora matricial de ponto, Epson MX-80, que tornou-se um sucesso de vendas, pois imprimia rapidamente para a época (uma página por minuto).

Também nesse ano a "Philips" e a "Sony" criaram o padrão CD-Áudio para armazenamento em discos óticos de áudio digital.

Ainda em 1980, o 4BSD foi a primeira versão de um sistema UNIX a incorporar o protocolo TCP / IP. A fácil ligação em rede de máquinas UNIX, outra característica desenvolvida em Berkeley, fez com que esse protocolo de rede se tornasse o padrão, com uma utilização muito maior que a dos padrões oficiais, como o OSI.

Outro melhoramento do 4BSB foi o uso da memória virtual e da paginação, permitindo que os programas fossem maiores que a memória física, dividindo-os em páginas que iam e vinham da memória, conforme a necessidade.

( Mais detalhes sobre o UNIX aqui. )

Em 22 de maio de 1980, foi lançado o "Pac-man", um jogo eletrônico que não era baseado no estilo "shoot-em-ups" (tiro-neles), criado por Tohru Iwatani para a empresa Namco.

Foi um dos jogos mais populares, tendo versões para vários consoles e continuações e foi o primeiro jogo de vídeo que originou um "merchandising" massivo, provocando grande venda de camisetas, casacos, calças, copos de café, pelúcias, lençóis, cereais, jogos-de-tabuleiro, livros, toalhas e outros artigos.

O jogador é uma cabeça redonda com uma boca grande, que se abre e fecha, posicionado em um labirinto repleto de pastilhas e onde há quatro fantasmas que o perseguem. O objetivo é comer todas as pastilhas sem ser alcançado pelos fantasmas. Atualmente existem versões em 3 dimensões e outras em estilo "adventure".


Vídeo: Pac-Man for the Atari 2600
http://www.youtube.com/watch?v=HL2p2ANFlQ4 (acessado em 22/05/2010)
(This is Pac-Man for the Atari 2600. Many video game historians blame this game for the Video Game Crash of 1983.)


Até o final dos anos 70, computador era um "mainframe", um equipamento enorme, que precisava de salas refrigeradas e era operado por pessoas especializadas. Apenas governos, bancos e grandes empresas podiam investir milhões de dólares para lidar com seus dados. Assim, a maioria dos escritórios de empresas funcionava de modo semelhante aos do início do século,  com arquivos de metal, máquinas de escrever e papel carbono.

No início dos anos 80, já havia surgido o conceito de "personal computer" (= PC, computador pessoal), ou seja, um equipamento pequeno, que cabia sobre uma mesa comum e que podia ser operado por não profissionais e já tinham sido lançados o Kenbak-1, o Altair 8800, o Apple I e o Apple II. Entretanto, muitos executivos ainda encaravam tais equipamentos como brinquedos ou produtos para jovens.

Em 1980, a IBM dominava o mercado de grandes computadores e também produzia máquinas de escrever. Mas a empresa havia decidido entrar nesse ágil mercado,. Assim, ainda em 1980, Bill Lowe, diretor do laboratório da "IBM", em Boca Raton, na Flórida, escolheu 12 executivos e engenheiros, que trabalharam na criação de um novo equipamento. A estratégia de vendas ficou sob o comando de Phillip Donald Estridge que, em 12 de agosto de 1981, anunciou um computador pessoal da IBM que estava saindo da linha de montagem em Nova York.

Era o modelo IBM 5150. O pc tinha uma CPU com processador Intel 8088 de 4,77 Mhz (uma versão econômica do processador 8086), 64 KB RAM, 40 KB ROM, duas unidades de disquetes de 5,25 (5 e ¼") polegadas (com capacidade para 160 KBs), mas ainda não tinha disco rígido.

A "Microsoft" (MS), negociou o QDOS e logo surgiu o MS-DOS 1.0, "Microsoft Disk Operating System", o software básico lançado para o pc da "IBM", estabelecendo uma longa parceria entre as duas empresas.





Vídeo: IBM 5150 - the first PC - IBM5150 Personal Computer
http://www.youtube.com/watch?v=igQpCococwQ (acessado novamente em 2/09/2009)
(This PC was build in 1983 and is upgraded to the full 640KB RAM and with two 30MB MFM-Harddisks.)


Deve-se ressaltar que a "IBM" acreditava que teria lucro vendendo os computadores e não vendendo sistemas operacionais e programas. Assim, esse "negócio menor" foi dado para a "Microsoft". Com o passar do tempo, essa decisão se revelou errônea, pois a concorrência entre os vários fabricantes de pcs derrubou os preços e as margens de lucro. Enquanto isso, a MS deteve os direitos autorais sobre o software e pôde cobrá-los de todas as empresas que produziram os clones, ou seja, os computadores compatíveis com o pc, que surgiram depois tendo, praticamente, atingido um quase monopólio do sistema operacional no mundo todo. Assim, a MS, trabalhando com poucos concorrentes, obteve margens de lucro cada vez maiores.

Evidentemente, o enorme sucesso que a "Microsoft" obteve a partir daí dependeu dessa plataforma aberta na qual vários tipos de hardware e software podem se acomodar. Assim, ao invés de escolher um hardware oferecido por apenas uma empresa (por exemplo, a "Apple"), as pessoas puderam escolher entre centenas de competidores pela configuração exata que desejavam e pagando um preço muito menor.

É importante notar que tanto o 8086 quanto o 8088 eram processadores de 16 bits, capazes de endereçar mais memória (até 64 KBs de memória de cada vez) e processar instruções muito mais complexas que os processadores de 8 bits usados até então. Mas o 8086 era um processador de 16 bits "puro", enquanto o 8088 se comunicava com os periféricos usando um barramento de 8 bits, o que prejudicava o desempenho.

No entanto, havia uma grande vantagem: a possibilidade de usar componentes de 8 bits utilizados em outros computadores da época, muito mais populares e baratos.

Deve-se ressaltar que o IBM-pc tornou-se um computador pessoal padrão, pois a empresa disponibilizou suas especificações e apostou na arquitetura aberta, ou seja, nenhuma empresa pagaria “royalties" ou fazer acordos de licenciamento.para desenvolver seus próprios produtos baseando-se nesse pc, que se constitui em um dos primeiros padrões abertos conhecidos.

Aparentemente, a intenção da IBM era oferecer uma plataforma com uma tecnologia inferior, para depois vender outra, com tecnologia superior (os PS1 e PS2). Mas as empresas fabricantes de hardware desenvolveram o equipamento muito além do que a IBM havia imaginado, e permitiu que a plataforma fosse difundida por todo o mundo.

Assim, como não havia segredos quanto à montagem, o IBM-pc foi copiado por diferentes empresas, sendo que foram lançados diversos clones do IBM pc, ao contrário do que aconteceu com os computadores proprietários da "Apple".

Assim, mais do que a própria "IBM", empresas como a "Apple" e a "Microsoft", que equiparam o computador pessoal com o processador e o sistema operacional, respectivamente, lucraram com a iniciativa. Os processadores "Intel" (apesar da concorrência com a "Advanced Micro Devices" - AMD ) passaram a ser referência no mercado de pcs e, depois, o sistema operacional passou a estar presente em 9 de cada 10 computadores.

Portanto, a arquitetura aberta permitiu ao equipamento competir na mesma faixa de preço dos computadores de 8 bits mais populares e, ao mesmo tempo, possuir um desempenho bem superior devido ao seu processador de 16 bits. O 8088 era capaz de acessar até 1 MB de memória RAM ( embora o pc original suportasse apenas 64 KBs, devido a limitações da placa mãe ) e funcionava a 4,77 MHz, recursos incríveis para a época, já que o processador foi lançado no final de 1979.

Como não tinha disco rígido, o sistema operacional e todos os programas eram carregados a partir de disquetes de 5¼. Inicialmente foram utilizados disquetes de 180 KBs que logo foram substituídos por disquetes de 360 KBs e, alguns anos mais tarde, por disquetes "alta densidade", com 1,2 MBs.

Como o pc era monotarefa, era necessário encerrar um programa e trocar o disquete no drive para carregar outro programa. Assim, um segundo drive para disquetes passou a ser utilizado.

O lançamento desse pc transformou o mundo da informática: o poder de processar dados eletronicamente passou a não ficar restrito aos Centros de Processamento de Dados (CPDs) de empresas e universidades e ficou ao alcance de pessoas comuns, os usuários domésticos.

Paralelamente, pequenas empresas puderam se informatizar, sem os altos custos dos computadores centrais (os "mainframes"), da manutenção de salas especiais para CPD, e de todo o pessoal necessário.



Vídeo: IBM PC-XT clone startup
http://www.youtube.com/watch?v=NBtmT8ByFqg  (acessado novamente em 10/10/2014)

(Here is my old (first own) computer. It is IBM PC-XT clone based on Juko SuperTurbo XT motherboard with NEC V20 CPU (Intel 8088 advanced clone) running at 8 MHz and 640 Kb on-board RAM. Other equipment includes Seagate ST-225 hard drive (20 Mb, MFM, 25yo but still has no bad blocks!) with large Z80-based controller, multicard (FDC, 2 x COM, 1 x LPT, Joystick, RTC), 2 x DS/DD (360 Kb) Teac floppy drives and HGC clone with built-in parallel port.)


Em abril de 1980, Adam Osborne, um jornalista especializado em microcomputadores, fundou sua empresa e lançou o Osborne I, o primeiro computador portátil, pequeno e mais leve computador que originaria as máquinas que receberiam o nome de laptop ou notebook.

Tinha apenas 64 KBs de memória e 10 mil transistores (lembrar que para executar o XP um laptop, em 2006, precisava-se de pelo menos 256 MBs e de 320 milhões de transistores).

Seu monitor tinha apenas 5 polegadas. O teclado podia ser acoplado sobre o seu monitor e era possível carregá-lo como uma mala, apesar de pesar cerca de 11 quilos.


Vídeo: Evolução do Laptop
http://www.youtube.com/watch?v=78RDR_-b8IY (acessado em 21/04/2010)
This PC was build in 1983 and is upgraded to the full 640KB RAM and with two 30MB MFM-Harddisks.
 


1981 - As redes começaram a aparecer sempre que havia financiamento. Rick Adrion, David Farber e Larry Landweber construíram a rede CSNET ("Computer Science Network") para a comunidade de Ciências Informáticas (acadêmicas e industriais), com um financiamento inicial da "U.S. National Foundation" (NSF). Essas redes foram construídas para serem utilizadas por comunidades fechadas de alguns tipos de pesquisadores. E não havia preocupação para que fossem compatíveis entre si. Essa idéia foi se modificando e, logo, as redes britânicas JANET (1984) e a americana NSFNET (1985), anunciaram a intenção de servir toda a comunidade universitária. Paralelamente, tecnologias alternativas estavam sendo desenvolvidas no setor comercial, incluindo o XNS pela Xerox, DECNet pela Digital e o IBM SNA.


Também em 1981:

Já havia computadores em mais de 200 lugares conectados via Arpanet.

A Bitnet ("Because It's Time NETwork"), uma rede cooperativa, começou a funcionar na "City University" de Nova York. Desde o seu início, a Bitnet foi multi-disciplinar, atendendo a usuários de todas as áreas acadêmicas e proporcionava serviços únicos como o correio eletrônico e mecanismos chamados "listserver" que permitiam a distribuição de informação entre os seus membros. A Bitnet tornou-se uma alternativa à Internet.

Em julho, a "Microsoft" comprou o restante de todos os direitos de produção do DOS da SCP, ficando com o direito exclusivo sobre o programa. E mudou o nome do produto para MS-DOS.

A "IBM" anunciou seu primeiro computador pessoal, o IBM-pc-Datamaster, que usava o processador 8086 de 16 bits e funcionava com o MS-DOS. O IBM-pc era muito mais poderoso que o Apple II, em função do seu microprocessador ser mais avançado e rápido.

Foi lançado o HX-20 da "Epson", o primeiro portátil que agradou o grande público. Seu monitor era um pequeno LCD monocromático de 4 linhas. Incluía uma pequena impressora de impacto e para armazenamento tinha uma unidade de microfita cassete. Vinha com um processador dual Hitachi 64301, rodando a 614 KHz e 16 KBs de memória RAM. Pesava apenas 1,6 kg e sua bateria de níquel-cádmio durava 50 horas com uma única carga. Foram vendidas pelo menos 250 mil unidades.

Charles Simonyi, o criador do Bravo, começou a trabalhar na "Microsoft". Simonyi, Gates e Paul Allen iniciaram o desenvolvimento de aplicativos de planilhas, de base de dados e de texto. Richard Brodie se integrou ao grupo e logo lançaram o “Multi-Tool Word” que, depois, passou a ser conhecido apenas como “Microsoft Word”.


1982 - O processador 286 foi lançado em fevereiro de 1982. Utilizava memória de 30 pinos e slots ISA de 16 bits e já vinha equipado com memória cache, para auxiliar o processador em suas funções. Os monitores eram CGA - Color Graphics Adapter - e apenas em alguns modelos eram coloridos. A grande maioria era verde, laranja ou cinza. Demorou até que a "IBM" conseguisse fabricar um computador que o utilizasse, pois foi preciso desenvolver toda uma nova arquitetura.

Em 1982 foi criada a empresa "Sun Microsystem" por Bill Joy e outros egressos das universidades de Stanford e de Berkeley.

A Sun popularizou o sistema operacional UNIX, versão BSD, e facilitou em muito a utilização de computadores em redes locais baseadas no protocolo TCP/IP. Também introduziu o "Network File System", NFS, baseado em um protocolo que a empresa tornou público. O NFS possibilitou o compartilhamento transparente de discos de vários computadores, em uma rede local, permitindo que uma rede heterogênea fosse vista como um sistema único.

Nesse mesmo ano foi criada a EUnet - European UNIX Network.

Ainda em 1982 foi fundada a "Compaq Computers" que, como vários outros fabricantes, começou a produzir pcs baseados na arquitetura aberta IBM-pc. A empresa detectou a demanda do mercado e posicionou-se como o principal competidor na área de máquinas compatíveis com o IBM-pc.

O Departamento de Defesa dos E.U.A. resolveu montar uma rede de dados de defesa, baseada na tecnologia da ARPANet.

Durante muito tempo a produção de animações e filmes foi evoluindo:





Vídeo: "Kitten" 1968 computer animation
http://www.youtube.com/watch?v=so_HQKv-Bmk (acessado novamente em 2/09/2009)
(Generated in 1968 on Russian computer BESM-4.



Vídeo: 1981 Early Computer Graphics
http://www.youtube.com/watch?v=CK7b7oc7hWI
(acessado novamente em 31/08/2009)
(This is a COMPILATION of several computer generated videos made by a company called Triple I (short for Information International Incorporated) that was shown to Disney Executives to convince them a movie called "Tron" could be made. Part of a Mercedes commercial, the famous Utah Teapot, and several other well known short videos can be seen. The video was shown to Disney in 1981 and the movie was released in 1982.)


A Disney lançou o filme "Tron", melhorando o uso de gráficos gerados em computadores para filmes.


Vídeo: Tron - piece of the trailer
http://www.youtube.com/watch?v=l4iSXAaUEP0 (acessado novamente em 31/08/2009)
(Piece of this classic film).


Provavelmente em 1982 foi escrito o primeiro código malicioso, o vírus Elk Cloner, por um estudante secundarista de Pittsburgh, E.U.A., de apenas 15 anos. (A data é discutida, mas o seu criador, o programador Richard Skrenta, em seu blog, aponta este ano como o provável).

O vírus infectava o sistema operacional do Apple II, de 8 bits, sob o sistema DOS, e era capaz de copiar a si mesmo quando um disquete era inserido no computador. Quando o mesmo disquete era colocado em outra máquina, se disseminava.

Skrenta criou o Elk Cloner apenas para aborrecer os usuários do Apple II, pois sua ação era exibir um poema na tela, a cada 50 vezes que era usado, em que mostrava sua capacidade de se proliferar:

Elk Cloner: The program with a personality

It will get on all your disks
It will infiltrate your chips
Yes it's Cloner!

(Ele vai pegar todos os seus discos / Vai se infiltrar em seus chips / Sim, é o Cloner!”).

It will stick to you like glue
It will modify RAM too
Send in the Cloner!

O vírus não causava danos aos dados a não ser que o disco contivesse uma imagem que não fosse a padrão do sistema, pois copiava a si mesmo na mesma posição, independentemente do conteúdo do disquete.

Para propagar o Cloner, Skrenta presenteava os amigos com cópias de jogos pirateados e infectados com o vírus. Apesar desse método pouco eficaz de distribuição, o vírus se espalhou e acabou dando problemas ao seu criador pois o computador de seu professor de matemática também foi infectado.

O Elk Cloner era, portanto, um vírus benigno, mas tornou-se o primeiro de muitos programas nocivos, que passaram a prejudicar pessoas físicas e empresas. E nem ficou muito conhecido pois surgiu num momento em que havia poucos usuários domésticos de computador, já que o IBM-pc tinha cerca de 1 ano. O primeiro vírus para pcs, o "Brain", só apareceria em 1986.


Em 23 de abril de 1982 foi lançado na Inglaterra o ZX Spectrum, um pequeno computador pessoal que fez sucesso em vários países. Em npssp país recebeu o nome TK-90X e era fabricado pela "Microdigital Eletrônica". Custava menos de 100 libras (US$ 200) e, para os padrões da época, era bastante rápido e oferecia bons recursos de som, cor, alta resolução, além de mais de nove mil títulos de programas. 


Surgiram os primeiros CD-ROMs comerciais, mídia com capacidade para armazenar 550 MBs de dados, quase 400 X mais que um disquete de 3 ½". Expandiram o mercado de CDs de música.


Também em 1982 foi lancado o CD-R (Compact Disc - Recordable) a partir de de uma parceria entre a Philips e a Sony,

cd-r

Imagem: Cd-r
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/27/Cd-r.jpg  (acessado novamente em 26/05/2014)

Tratava-se de um disco fino (1,2mm) de policarbonato, com capacidade de armazenamento de cerca de 700 MB, com uma camada especial de corante para permitir a gravação, tanto para áudio como para dados. Ao contrário dos CDs regraváveis (CD-RW), os CD-Rs podiam ser gravados apenas uma vez.

Assim, em 1º de outubro de 1982, quando foi comercializado, no Japão, o primeiro CD player, o Sony CDP-101 e o primeiro álbum em compact disc (CD), o "52nd Street", do compositor, pianista e cantor Billy Joel, que havia sido lançado em 1978 em vinil.

Deseja ouvir?

Áudio: Billy Joel - 52nd Street - Full Album
https://www.youtube.com/playlist?list=PLraUXdMOSKKGRtYEufJHeKbDwh0z29rgE 


1983 - Em 1983, em 1º de janeiro, a ARPAnet mudou seu protocolo NCP para o TCP / IP ("Transmission Control Protocol / Internet Protocol"), a linguagem comum usada por todos os computadores conectados à rede até hoje.

Muitos pesquisadores de ciência da computação já usavam UNIX BSD e a estratégia de incorporar o protocolo TCP / IP no sistema operacional da comunidade de pesquisa foi um dos elementos-chave da adoção da Internet.

A transição tinha sido cuidadosamente planejada durante alguns anos e foi bem sucedida, apesar de requerer que todos os servidores que estavam ligados fizessem a mudança ao mesmo tempo.

O TCP/IP já havia sido foi adotado como um padrão militar três anos antes, em 1980. Assim, já havia uma separação das comunidades militares e não-militares. A mudança do NCP para o TCP / IP permitiu dividir a ARPAnet em

MILnet para suportar as organizações militares e 
ARPAnet para dar base às necessidades de pesquisa.

Paralelamente, foi desenvolvido o "Name Server" na Universidade de Wisconsin; estações de trabalho se tornaram acessíveis e houve um grande crescimento de redes locais.

A "AT&T" vinha alterando o UNIX, e já havia lançado o System III. Em 1983, após mais uma série de modificações, foi lançado comercialmente o UNX System V, que se tornou o padrão internacional do Unix. Era um sistema operacional caro e usado em computadores poderosos (como mainframes) por empresas como IBM, HP, Sun etc. Assim, o UNIX System V, se tornou a base para o AIX da "IBM" e o HP-UX, da "Hewlett-Packard - HP".

Ken Thompson e Dennis Ritchie receberam o prêmio da ACM pelo desenvolvimento de uma teoria de sistemas operacionais genéricos e pela implementação do UNIX.


Ainda em 1983:

Em 19 de janeiro foi lançado pela "Apple" o computador Lisa, "Local Integrated Software Architecture", e também o nome da irmã de Steve Jobs.

Foi o primeiro computador com interface gráfica, ou seja, que utilizava figuras em que o usuário clicava, acionando comandos. Também trazia interface intuitiva, com menus na parte superior e janelas flutuantes pela tela. Ainda era monocromático.

Já vinha com mouse e com um conjunto de programas de escritório.

O LISA era equipado com um processador Motorola 68000 de 5 MHz, 1 MB de memória RAM, dois drives de disquete de 5,25”, de 871 KB, disco rígido externo de 5 MBs e um monitor de 12 polegadas, com resolução de 720 x 360. Seu sistema operacional era o "Lisa OS", o primeiro com sistema gráfico embutido.

Um grande problema era o preço, quase US$ 10.000,00, mais que o dobro do valor pago aos computadores na época. Infelizmente perdeu a chance de atingir públicos maiores pelo fato da "Apple" ter escolhido a arquitetura fechada.


Vídeo: Apple Lisa
http://www.youtube.com/watch?v=3R8fArhOWso (acessado novamente em 31/08/2009)
"... Commercial (Peoria IL) from 1983 or early 84'... The Lisa is the first commercial computer with a GUI, or Graphical User Interface. Prior to the Lisa, all computers were text based - you typed commands on the keyboard to make the system respond. Now, with the Lisa, you just point-and-click at tiny pictures on the screen with a small rolling device called a 'mouse'...

A "IBM" lançou, em fevereiro de 1983, o IBM-pc XT (Extended Technology), baseado no microprocessador Intel 8088, de 4,77 MHz, com disco rígido de 10 MBs, 256 KBs de RAM, monitor CGA e o MS-DOS 2.0. Em 1984 a IBM já dominava mais da metade de todo o mercado de microcomputadores.

Essa arquitetura foi copiada em todo o mundo e os computadores do tipo pc passaram a ser conhecidos pelo microprocessador que possuem (286, 386, 486, Pentium, AMD).


Vídeo: 1986 IBM XT booting to DOS 3.1
http://www.youtube.com/watch?v=9-RyvZxKufo (acessado novamente em 31/08/2009)
(1986 IBM 5160 XT PC booting from cold into DOS 3.1 from the hard drive. Intel 8088 at 4.77MHz, 640kB RAM, 20MB HDD and CGA colour graphics.)


A "Microsoft" anunciou, em 10 de novembro de 1983, a primeira versão do sistema operacional Microsoft Windows 1.0, em Nova York, com lançamento comercial prometido para abril de 1984, por 100 dólares. Entretanto, o sistema só foi entregue dois anos após o anúncio inicial do produto, em 20 de novembro de 1985.

Anteriormente, a MS comercializava sistemas gráficos executados sobre alguma versão dos sistemas compatíveis com DOS, como MS-DOS, PC-DOS ou DR-DOS, embora apenas o MS-DOS fosse produzido pela própria "Microsoft".

A primeira versão comercial do Microsoft Windows ocupava menos de 1 MB de espaço em disco e foi distribuída em uma caixa com quatro disquetes de 5 ¼ polegadas de 360 KBs cada e com manual de usuário. Era uma interface gráfica bidimensional para o MS-DOS e incluía menus suspensos e, também, os programas Writer, Paint, relógio, calendário, calculadora, bloco de notas, o jogo Reversi e programas de comunicação. Também tinha "prompt" de comando e uma janela direta para o DOS. Possibilitava o uso de mouse, atalhos e janelas, mas ainda não permitia sobreposição de janelas.

O sistema rodava sobre o MS-DOS e podia executar tanto aplicativos para Windows quanto para MS-DOS. O problema era a pequena quantidade de memória RAM. Para rodar o Windows era necessário primeiro carregar o MS-DOS. Os dois juntos já consumiam praticamente toda a memória de um pc comum da época. Como quase não existiam aplicativos para Windows, poucos usuários quiseram usar o sistema para executar os mesmos aplicativos que já rodavam no MS-DOS. Assim, quando foi oferecido para a IBM essa última não mostrou interesse.


Vídeo: Microsoft 1.04 demo
http://www.youtube.com/watch?v=ItuymzxNUYM (acessado novamente em 31/08/2009)
(Windows 1.04 running on an old IBM 5160 XT. Intel 8088 at 4.77MHz, 640kB RAM, 20MB hard drive and CGA graphics. )

A "Microsoft" anunciou o processador de textos Word, em outubro de 1983, que era chamado anteriormente de Multi-Tool Word. O Microsoft Word 1.0 foi lançado para o sistema Xenix e para o MS-DOS. Só em 1985 seria lançada a versão para os computadores da "Apple", o Word 1.0 for Mac.

Juntamente com o Word foi lançado o primeiro mouse da "Microsoft".

A Sony Eletronics anunciou a unidade de disquetes de 3,5 polegadas (3 e ½") com dupla face e dupla densidade, com capacidade de armazenamento até 1,44 MB. Ficou popular ao ser escolhido pela "Apple" como padrão na linha Macintosh.

O formato de arquivos "Musical Instrument Digital Interface" ( MIDI ) foi introduzido em Los Angeles, na primeira mostra "North American Music Manufactures".

Também em 1983 começou a venda do telefone móvel DynaTAC 8000X da "Motorolla", inventado 10 anos antes.

O aparelho media mais de 30 centímetros, pesava quase 1 quilo e custava cerca de 4 mil dólares. A memória armazenava 30 números de telefones e a bateria e tinha autonomia de oito horas em stand-by e de uma hora em conversação.

Custava cerca de dois mil euros, tendo um valor acrescido de aproximadamente 36 euros por mês, mais uma taxa indexada às chamadas realizadas durante e após as horas de ponta. Após 1 ano cerca de 12.000 pessoas o usavam.

Com o passar do tempo a telefonia tornou-se cada vez mais móvel, e se adequou ao uso de um grande número de pessoas: os aparelhos tiveram sua dimensão e peso diminuídos e os planos e serviços de telecomunicações sofreram grandes reduções de preço.


Vídeo: The Evolution of Mobile Phones DynaTAC - Nokia N95 - HTCTilt
http://www.youtube.com/watch?v=89lAlRsQKxU (acessado novamente em 31/08/2009)


O programa Lotus 1-2-3 para DOS passou a ser o aplicativo de planilha preferido para pcs. Não foi o primeiro programa desse tipo, mas era muito superior ao VisiCalc e se se tornou o padrão para usuários voltados aos negócios, até a chegada do Microsoft Excel. 

Também em 1983 Richard Mattew Stallman, um programador que trabalhava como pesquisador em inteligência artificial no MIT ("Massachusetts Institute of Technology") desde 1971 teve dificuldades em usar uma impressora cedida pela Xerox, devido a um pequeno problema em um driver.

Ele se colocou à disposição dos fabricantes para realizar os ajustes necessários, solicitando para isto o código fonte destes drivers. Para seu espanto, seu pedido foi negado com a justificativa de que o código fonte não poderia ser dado ao conhecimento de terceiros por conter “segredos comerciais” da empresa. Foi, então, obrigado a aguardar a assistência técnica para a solução do problema, o que o indignou.

É importante lembrar que no início dos anos 80 estava acontecendo um processo em que quase todos os programas existentes passaram a ser propriedade de alguém ou de uma empresa.

Stallman abandonou seu emprego ao constatar que patentes e direitos autorais negavam acesso ao código fonte dos programas e, também, restringiam atividades que os programadores sempre haviam usufruído, antes do mundo da informática dedicado ao software ser dominado por grandes empresas:

executar programas sem restrições,
conhecer e modificar programas e
redistribuir esses programas na forma original ou modificada entre os amigos e a comunidade.

A partir deste evento, Stallman idealizou o movimento do Software Livre, desenvolvendo o conceito de copyleft para respeitar as 4 liberdades que fundamentam o software Livre:

liberdade 0: pode-se executar o programa, para qualquer propósito,
liberdade 1: pode-se estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as próprias necessidades,
liberdade 2: pode-se redistribuir cópias a quem as deseje e
liberdade 3: pode-se aperfeiçoar o programa, e liberar os aperfeiçoamentos, para que toda a comunidade se beneficie.

Em 27 se setembro de 1993, utilizando um e-mail, Stallman lançou o Projeto GNU - Gnu is not Unix, e começou a escrever um de seus diversos programas utilitários do novo sistema. ( O anúncio do projeto, traduzido, pode ser visto aqui ).

E em 4 de outubro de 1985 registrou uma entidade sem fins lucrativos em um cartório de Boston, a Free Software Foundation.

Uma meta desse movimento é obter um sistema operacional similar ao UNIX, porém composto apenas por software livre. E, também, todos os programas necessários para bem se usar um computador, resguardando aquelas liberdades que os programadores conheciam antes das restrições empresariais. Portanto todos deveriam estar sob licenças livres.

A fundação tem como objetivo não só a eliminação de restrições sobre a cópia, a redistribuição, o entendimento e a modificação de obras. Esse rompimento de monopólios deve ser feito por meio de um empreendimento coletivo e, em grande parte, voluntário.

Portanto, para entender o conceito, deve-se pensar em "liberdade de expressão", não em "almoço grátis". Software Livre" é uma questão de liberdade, e não de preço.



Vídeo: Richard Stallman no Globonews
http://www.youtube.com/watch?v=fWGYfzn7OBs (acessado em 29/09/2014)

Essa ideia, que hoje se espalha por todo o mundo, atingindo outros tipos de conteúdos, como os artísticos, literários, musicais, científicos e jornalísticos, é parte do movimento pela cultura livre, "free culture", que abrange todos os produtos culturais, pregando a reprodução e modificação livres para qualquer usuário.



Paul Mockapetris estabeleceu o DNS (Domain Name Server) e o sistema foi testado pela primeira vez em 23 de junho de 1983, juntamente com Jonathan Bruce Postel. Ambos pertenciam ao Instituto de Serviços da Informação da Universidade do Sul da Califórnia (USC/ISI).

É importante lembrar que cada computador ligado à Internet possui um endereço numérico exclusivo chamado "endereço IP" (endereço de Protocolo Internet).

Estes endereços IP são séries de números difíceis de memorizar. Quando se acessa um site o servidor DNS traduz a URL acessada para o seu número IP correspondente. Por exemplo: 200.17.50.36 = www.ufpa.br. Então, o internauta não precisa mais lembrar seus endereços numéricos.

Assim, o servidor DNS permitiu digitar na barra de endereços do navegador palavras mais familiares, por exemplo, um nome como www.ufpa.br (o "nome de domínio"), ao invés de uma série de números, difícil de ser lembrada.

É importante notar que em 1984 mais de metade dos protocolos, programas computacionais e sistemas que permitiam o funcionamento da Internet já existiam, ou seja, o protótipo operacional da Internet estava pronto para funcionar e podia dar-se início à sua fase comercial ou uso generalizado.


Vídeo: Dica relâmpago 002 - DNS
http://www.kretcheu.com.br/?p=49 ou http://www.youtube.com/watch?v=NyX0C-FRoFQ (acessado em 26/10/2009)
(O que é e para que servem os servidores DNS.)


1984 - O número de hosts da Arpanet ultrapassou mil. Foi registrado o primeiro domínio pontocom, pertencente à empresa de informática "Symbolics.com".


Também em 1984:

Em 24 de janeiro de 1984, Steven Paul Jobs, da "Apple", apresentou seu primeiro computador com o sistema operacional orientado à objetos, ou seja, baseado em figuras para acionar comandos, o que facilita o diálogo com o usuário. No anúncio do Apple Macintosh foi utilizada uma propaganda de TV, dirigida por Ridley Scott, que ficou famosa.

O computador utilizava uma CPU Motorola 68000 de 8 Mhz, 32 bits, monitor incorporado monocromático de 9 polegadas, gráficos 512x342, unidade de disco flexível de 3,5 polegadas, com capacidade de 400 KBs, 128 KBs RAM, 64 KBs ROM, e dois aplicativos (MacWrite, MacPaint).

Vinha com mouse, tinha um sistema operacional gráfico e um drive de disquetes de 3,5". Esse Macintosh não tinha um nome de modelo, era simplesmente Macintosh. Mais tarde ele ganhou a marcação "Macintosh 128" para não ser confundido com seu sucessor, o Macintosh 512k.

O Macintosh mudou a imagem dos computadores. Ele não foi apenas a inspiração para o visual dos MAC que se seguiram, mas também inspirou outras empresas como a "Microsoft".

Esse computador permitiu descobrir o "desktop publishing" - a arte de permitir ao próprio usuário, em casa ou no escritório, criar e editar, em ambiente gráfico, suas próprias cartas e material impresso com qualidade até então só disponível nas gráficas.

A grande inovação do Macintosh era o sistema MacOS 1.0 (desenvolvido a partir do sistema operacional do Lisa, mas otimizado para consumir muito menos memória). Era inteiramente baseado no uso da interface gráfica e mouse, o que o tornava fácil de ser operado, pois o usuário apenasclicava, sem necessitar escrever os comandos,

74 dias após o lançamento do Macintosh, 50.000 unidades haviam sido vendidas. A razão de tal sucesso deveu-se a:

1. utilizar o primeiro microprocessador de 32 bits para computadores pessoais, o chip Motorola 68000;
2. incluir um sistema operacional baseado em interface gráfica de usuário - GUI (Graphic User Interface), o mais amigável criado até então, usando a simplicidade e a clareza dos ícones;
3. incorporar o mouse.


Vídeo: Macintosh Commercial 4
http://www.youtube.com/watch?v=_sFaoDUaMpM (acessado em 04/04/2010)
( An old TV ad for the Macintosh computer)


É importante notar que nenhuma dessas três inovações foi criada pela "Apple". O processador era da Motorola, e o mouse tinha sido inventado por Douglas Engelbart, na "Xerox Corporation", em 1963, e a interface gráfica também foi desenvolvida no Centro de Pesquisas da Xerox, o PARC ("Palo Research Center") em Palo Alto.

Curiosidade: a propaganda para o lançamento do Macintosh foi veiculada em horário nobre na época. Referia-se à obra "1984" de George Orwell. Mostrava em um telão o Big Brother que falava para uma legião de apáticos. Em seguida uma atleta entrava no ambiente e atirava um martelo sobre o telão, que explodia. A seguir surgia a frase:

“Em 24 de janeiro a "Apple" vai lançar o Macintosh. E você vai ver que 1984 não será como ‘1984’.”


Vídeo: 1984 Apple's Macintosh Commercial
http://www.youtube.com/watch?v=OYecfV3ubP8 (acessado novamente em 31/08/2009)
This was the commercial that introduced the "Apple" Macintosh Computer to the world.)


Vídeo: Steve Jobs demos "Apple" Macintosh,1984
http://www.youtube.com/watch?v=G0FtgZNOD44 (acessado novamente em 31/08/2009)
Demo of the first "Apple" Macintosh by Steve Jobs, January 1984, in front of 3000 people...



Vídeo: Mac History
http://www.youtube.com/watch?v=JXvJyyBO5_k (acessado novamente em 31/08/2009)
The first 30 years were just the beginning...

O LISA foi substituído pelo Lisa 2, que possuía uma unidade leitora de disquetes 3,5" de 400 KB, em vez de 2 leitores 5,25". Logo, outras versões com HD de 5 MBs e 10 MBs foram comercializadas com o nome de LISA 2/5 e LISA 2/10.

Em 28 de junho a "Compaq" anunciou o Compaq Deskpro, um computador de 16-bits executando a 7,14 MHz, que era bem mais rápido que o IBM-pc e era capaz de executar os programas feitos para o IBM-pc. A "guerra dos clones" tinha começado.

Em agosto a "IBM" lançou o PC AT - "Advanced Technology". Baseado no processador 80286 da "Intel", o AT com 256 KBs de RAM e 16 bits, mas sem disco rígido e monitor EGA (640x350, com 64 cores), vinha com bateria integrada à placa-mãe para abastecer seu relógio. Suportava disquetes de alta densidade com 1,2 MB (5,25 polegadas). O modelo do teclado é utilizado até hoje, incluindo teclado numérico (com teclas para cursor) e teclas de funções específicas.

O sistema custava aproximadamente US$ 4.000,00 mas modelos com HD de 20 MBs eram vendidos por quase US$ 6.000,00. Outros padrões importantes estrearam junto com o AT: o barramento de expansão 16 bits e o padrão de vídeo EGA, "Enhancer Graphics Adapter" (Adaptador Gráfico Avançado), que trabalhava com resolução de 640x350, com 64 KBs, podia exibir figuras em 16 cores ou em 256 cores com o Professional Graphics Controller. Como a memória RAM ainda era um item muito caro, existiam diferentes versões, indo de 256 KBs a 2 MBs de RAM.

Deve-se ressaltar que a principal contribuição do 286 foi o fato de operar em duas maneiras, denominadas “Modo Real” e “Modo Protegido”. No modo real, o 286 se comportava exatamente como um 8086 (porém mais rápido), sendo compatível com os programas já existentes. No modo protegido, ele incorporava funções mais avançadas, como a capacidade de acessar até 16 MBs de memória RAM (pois, apesar de ser um processador de 16 bits, o 286 usava um sistema de endereçamento de memória de 24 bits), memória virtual em disco e proteção de memória.

Quando ligado, o processador operava em modo real, e com uma instrução especial, passava para o modo protegido. Mas, no segundo caso, deixava de ser compatível com os programas escritos para o modo real, inclusive com o próprio MS-DOS. Assim, como o 286 não possuía nenhuma instrução que fizesse o processador voltar ao modo real, o sistema deveria ser reiniciado.

É importante lembrar que "Multitarefa" é o nome que se dá à possibilidade de executar mais de uma tarefa ao mesmo tempo. No caso dos computadores eles passaram a poder executar mais que um programa simultaneamente.

Para implementar a multitarefa é necessário que a CPU seja capaz de rodar no "modo protegido". E o sistema operacional deve ser desenvolvido especificamente para suportar isso. O processador 286 suportava essa função, mas de forma limitada. A multitarefa só se concretizaria anos mais tarde, com o surgimento do processador 386, que adotou registradores - posições de memória interna - de 32 bits.

Também em 1984 a "IBM" lançou um novo microcomputador, o IBM-pc-AT (Advanced Technology) com um processador muito mais poderoso, o 80286.

Ao mesmo tempo, a "IBM" e a "Microsoft" introduziram o DOS 3.0, que possuía suporte para discos flexíveis de 1,2 MB e discos rígidos grandes (acima de 10 MBs) e a "IBM" lançou o TopView, um sistema primitivo de janelas que permitia aos usuários a exibição de vários programas usados simultaneamente. No mesmo ano, pela terceira vez, a IBM não se mostrou interessada na versão final do sistema.

Em algum momento a Microsoft compreendeu que quem controlasse os programas executados nos computadores acabaria controlando os próprios computadores. Assim a empresa começou a introduzir as primeiras versões do sistema operacional Windows e a desenvolver seus próprios programas com funções básica desejadas pelos usuários e, paralelamente, a dificultar o desenvolvimento de aplicativos por terceiros.

Ficou impossível que empresas concorrentes desenvolvessem programas como editor de textos, planilha eletrônica compatíveis com os sistemas operacionais da Microsoft, pois não tinham acesso aos padrões fechados usados pelos sistemas Windows.

Assim sendo, a Microsoft conseguiu:


Foi criada a empresa CISCO, que começou a fabricar computadores especializados que tratam do encaminhamento dos pacotes digitais pela rede. Assim surgiram os roteadores, que substituíram os computadores originais, chamados de Interface Message Processors (IMP). A fabricação de "hardware'' especializado para o protocolo TCP/IP teve duas consequências:

1. aumentou em muito a eficiência do processo de roteamento dos pacotes, permitindo que a rede aumentasse a sua eficiência;

2. a fabricação em grande escala implicou em barateamento dos equipamentos.


A "Hewlett-Packard" lançou a primeira impressora a laser pessoal em maio de 1984, a HP LaserJet Classic.

As impressoras matriciais e de margarida, com ruídos das roldanas e o sistema de pontos das matrizes caracterizados por qualidade incerta, resolução inconsistente de imagem e um número muito limitado de fontes, continuaram a dominar o mercado por alguns anos, mas foram sendo substituídas paulatinamente.

O disquete de 3 ½", ou "microfloppy", foi muito bem aceito, especialmente pelo fato da "Apple Computer" tê-lo integrado ao novo Macintosh.

William Gibson inventou o termo "Cyberspace" no livro "Neuromancer". 


1985 - Nos E.U.A. foi reconhecida a necessidade de uma infra-estrutura de rede para suportar toda a comunidade acadêmica, sem depender de financiamento federal.

Assim,a Fundação Nacional da Ciência (NSF) dos E.U.A. patrocinou a construção da National Science Foundation Network, um conjunto de redes universitárias interconectadas em 56 kilobits por segundo (kbps), utilizando computadores chamados de "fuzzballs", por seu criador, David L. Mills.

Dennis Jennings
da "National Science Foundation", NSF, estruturou a rede acadêmica NSFnet, ligando 5 computadores nas Universidades de Princeton, Pittsburgh, Califórnia, Illinois e Cornell. Jennings implementou três decisões críticas:

1. seria uma rede de uso geral da pesquisa, sem fins lucrativos;
2. agiria como a espinha dorsal para a conexão de redes regionais e
3. usaria o protocolo do TCP/IP da ARPAnet.


Ainda em 1985,

Como foi dito antes, a "Microsoft" lançou o Windows em 1983, mas só o comercializou em 1985. Com o Windows 1.0, a MS trouxe as características do Macintosh da "Apple" para os computadores DOS compatíveis.

Nesta versão, funções como relógio, calendário, agenda de endereços ("card file"), e pequenos programas para comunicação foram disponibilizados, podendo ser executados simultaneamente. Popularizou-se o "selecionar e clicar".



Vídeo: Microsoft Windows 2.03
http://www.youtube.com/watch?v=HH1pT4NCImU (acessado novamente em 2/09/2009)
(The second version of the well known operating system Windows. Showing some common applications as Paint, Write (Wordpad since Win95), a very limited control panel...)


Em outubro de 1985 a "Intel" lançou o processador Intel 80386 (de 20 MHz), que ainda usava memória de 30 pinos mas tinha maior velocidade de processamento, já possibilitando executar programas gráficos mais avançados como era o caso do S.O. 3.1.

O 386 já contava com placas VGA que podiam atingir até 256 cores desde que o monitor também suportasse essa configuração. O processador trabalhava, tanto interna quanto externamente, com palavras de 32 bits e era capaz de acessar a memória usando um barramento de 32 bits, permitindo uma transferência de dados duas vezes maior que o 286.

Como o 386 podia trabalhar com palavras binárias de 32 bits, tornou-se possível acessar até 4 GB de memória, mesmo sem usar a segmentação de endereços, como no 8088. O 386 continuava possuindo os dois modos de operação, mas já permitia alternar entre o modo real e o modo protegido livremente.

E, como o 386 tinha na memória interna passou a suportar "Multitarefa", ou seja, permitia a execução demais que um programa simultaneamente, ou seja, mais de uma tarefa ao mesmo tempo.

Os programas que rodavam sobre DOS, podiam chavear o processador para o modo protegido, e voltar ao modo real sempre que precisavam usar alguma sub-rotina do DOS, de maneira transparente ao usuário, por meio do programa de DPMI (“interface DOS de modo protegido”).

O 386 reinou por bastante tempo, até a introdução da computação de 32 bits.

Bjarne Stroustrup publicou "The C++ Programming Language" e logo essa linguagem de programação dominou a indústria de computadores.

Foi lançado o Microsoft Excel para Macintosh dois anos antes de sair para pc. Quando o Excel chegou ao outros programas semelhantes praticamente sumiram. Devido à sua dominância no mercado os outros aplicativos da "Microsoft" começaram a ser reformatados para ficarem mais semelhantes com o Excel.

Foi lançado pela "Commodore" o pc Amiga 1000 com processador Motorola 68000 e placa de vídeo separada que possibilitava animações 3D, vídeos com boa velocidade e outras funções.


Vídeo: Commodore 64 Computer Commercial - 1984
http://www.youtube.com/watch?v=UfxwP2MCwF4 (acessado novamente em 2/09/2009)
(Back in the day...this is what we had for computers...although I had a TI-99/4A)


Vídeo: Commodore Amiga Commercial (1986)
http://www.youtube.com/watch?v=iUKKLzD4Pto (acessado novamente em 2/09/2009)
(A short commercial for the Commodore Amiga 500, Featuring, Buzz Aldrin, Pointer sisters, a more.)

Também nesse ano a "Aldus" lançou o programa de editoração PageMaker para o Macintosh, iniciando a era do "desktop publishing". Um dos primeiros programas de publicação/edição, o PageMaker foi o preferido por muitos anos, pois possibilitava diagramar texto, figuras e outros elementos da página e permitia impressão de revistas e relatórios no próprio pc do usuário, com visualização imediata. Em 1994 a Adobe adquiriu a Aldus.

Até 1985 todos os jogos tinham como meta exterminar aliens, correr em labirintos ou espancar criminosos, necessitando apenas de agilidade no joystick e tempo livre, mas quase nenhum raciocínio. Então, Alexey Pajitnov desenvolveu o Tetris, um dos primeiros jogos que de fato aguçam a inteligência, além de divertir.



Vídeo: Tetris(Original GB)
http://www.youtube.com/watch?v=CmQifT37Y3w (acessado novamente em 24/01/2011)
(The gameplay of Tetris for the Original game boy. Created by Bullet proof & Nintendo.
NOTE:Sorry that i play Tetris for 5 minutes & i got carried away & i almost forgot to stop the recording of the game.)


Steve Case, a partir da empresa "Control Video", que oferecia um serviço online chamado "Gameline" para o videogame Atari 2700, em que os assinantes faziam um download temporário de jogos e podiam manter estatísticas de pontuação, lançou uma espécie de mega-BBS para computadores "Comodore" 64 e 128, originalmente chamado de Quantum Link Services ("Q-Link").



1986 - A Arpanet começou a ser chamada de "Internet".

Em janeiro de 1986, o primeiro vírus de computador do tipo IBM-pc com o sistema DOS foi descoberto. Tinha sido criado por dois irmãos paquistaneses, sendo um deles Amjad Farooq Alvi, e seu objetivo era impedir o uso não autorizado de um software que monitorava batimentos cardíacos. Ou seja, era um mecanismo antipirataria de software médico.

Recebeu o nome "Brain" e era da classe dos Vírus de Boot, isto é, podia danificar o setor de inicialização do disco rígido. Propagava-se por meio de disquetes e causava lentidão na operação dos discos. Também ocupava muitos kilobytes de memória do DOS.

Curiosamente, os autores deixaram seu número de telefone no código do "Brain". Assim, surgia um texto na tela de pc's informando que o computador estava infectado. A pessoa teria que lhes telefonar para obter a “cura” do vírus. “Cuidado com este VÍRUS. Entre em contato para obter uma vacina...”.

Entretanto, o vírus sofreu modificações por outros programadores e se espalhou em outros computadores além dos que estavam utilizando o programa ilegalmente.

Mas o Brain não é considerado o primeiro código malicioso. Esse foi o vírus Elk Cloner, que atacava computadores Apple II.

Foi lançado o "Macintosh Plus" da "Apple", que corrigiu vários defeitos presentes no Mac original. Era equipado com um processador Motorola 68000, tela monocromática embutida de nove polegadas e um drive de disquete 3.5. Possuía uma uma porta SCSI que permitia conexão de HD externo e 1 MB de RAM, que podia ser expandida até 4 MBs.

Rich Rashid e outros na Universidade de Carnegie Mellon criaram a primeira versão do Mach, um kernel substituto para o BSD UNIX, com o objetivo de criar outro sistema operacional com boa portabilidade e segurança forte e que poderia utilizar aplicações multiprocesso.

Em 9 de setembro de 1986 foi lançado o Deskpro 386 da "Compaq". Esse lançamento desbancou a "IBM" no mercado pois o processador de 32 bits era muito mais rápido que o de 16 bits da concorrente. O Desqpro foi o primeiro computador no mercado a usar o novo processador Intel 386. O preço da máquina era competitivo naquela época (6.499 dólares).

Assim, o primeiro pc 386 não foi da "IBM", mas da rival "Compaq". Era a "guerra dos clones".

A empresa "Unisys Corporation" foi criada a partir da fusão da "Sperry" e da "Burroughs". Logo, a "Unisys" só perdia para a "IBM" em vendas de computadores.


1987 - Mais de quatro mil BBSs já estavam ligados em rede.

O crescimento da Rede dificultava o acesso da comunidade acadêmica - começava a Internet 2.

A "IBM" interrompeu a linha IBM-PC e lançou o seu primeiro micro de arquitetura proprietária fechada, o IBM Personal System/2 (PS/2), perdendo a posição de maior empresa na área de microinformática.

Em 1987 o Windows foi dividido em /286 e /386. Em 2 de novembro foi lançada o Windows 2.0, apresentado em oito disquetes de alta densidade de 5,25" de 360 KBs cada.

Tinha praticamente a mesma interface do 1.0x, com alguns recursos a mais, como a paleta de cores. Possibilitava a sobreposição de janelas, que já podiam ser maximizadas e minimizadas.

Foi a primeira versão que aceitava atalhos pelo teclado e marcou o início da era de programas produzidos especificamente para o Windows. No 2.0 foi introduzido o painel de controle, que permitia várias configurações do sistema. Também foi nessa mesma versão que surgiram os editores Word e Excel.
 

O /386 efetivamente adicionou capacidade multitarefa, a capacidade de executar aplicativos em máquinas virtuais e o suporte a até 16 MBs de memória. O /386 marcou o início da competição entre o OS/2 da "IBM" e o da "Microsoft".

Quando foi lançado o AT-386 (pc de arquitetura aberta, como o AT da IBM), usando um microprocessador 80386, rapidamente se tornou um enorme sucesso de vendas. 

George E. Gerpheide projetou um dispositivo apontador em que se podia apontar usando os próprios dedos: o "touchpad".

Esse equipamento é uma interface que imita as funções de um mouse, sendo o mais frequente dispositivo apontador fabricado para computadores portáteis. Permite ao usuário interagir com o dispositivo, por meio da utilização de um único ou vários dedos sobre uma pad sensível.

O touchpad é cada vez mais utilizado em dispositivos portáteis como mp3 players, o iPod da Apple e em PDAs, como o HP iPaq.

Em 1987 a "Sun Microsystems" e a "Bell Labs" anunciaram planos para desenvolver um sistema que unificaria as duas principais distribuições UNIX

Também em 1987, Andrew Stuart Tanenbaum, um professor formado pelo MIT, atuando na Universidade Vrije em Amsterdam, Holanda, escreveu o Minix (mini-UNIX) para o IBM PC.

Tratava-se de um clone do UNIX, gratuito e com código aberto, para ser usado em aulas de ciências da computação e para quem quisesse estudar o Unix "em casa".

Tanenbaum partiu do “zero”, reescrevendo o código totalmente. Portanto, apesar de ser uma versão do UNIX, o Minix não contém código da "AT&T" e pode ser distribuído gratuitamente.

O código fonte cabia em um conjunto de disquetes. E rapidamente,a USENET, por meio do newsgroup comp.os.minix, popularizou o sistema.

Uma das pessoas que conheceu o sistema foi um estudante finlandês, Linus Torvalds, que logo lançou seu próprio Kernel, o Linux, o qual inicialmente usou o sistema de arquivos MINIX, mas que não é baseado no código do Minix.

Minix e Linux divergiram, mas o MINIX continua a ser desenvolvido, primeiro como um sistema educacional e agora também como um sistema de produção. O foco está na construção de um sistema operacional altamente modular, confiável e seguro. Está disponível sob a licença BSD gratuitamente em http://www.minix3.org/.

 


1988 - Começou o desmantelamento da Arpanet, que já havia registrado a transmissão de 77.448.692 pacotes por dia.

Também em 1988:

Kleinrock dirigia o comitê do Conselho Nacional de Pesquisa norte-americano que tinha Kahn e Clark como membros. Foi produzido um relatório autorizado pela NSF, intitulado "Em Direção a uma Rede Nacional de Pesquisa". Este relatório influenciou o então senador Al Gore e anunciou as redes de alta velocidade.

O primeiro cabo de fibra ótica transatlântico ligou a América do Norte à Europa.

O crescimento do uso comercial das redes iniciou-se nesse ano. Como consequência da NSF ter proibido o uso da NSFNET para fins que não fossem o suporte de Pesquisa e Ensino, houve um encorajamento do tráfego comercial. Como era proibido o acesso comercial a nível nacional, houve um estímulo ao aparecimento e/ou crescimento de redes privadas e competitivas como a PSI, UUNET, ANS, CO+RE e outras.

Em 1988 a NSF publicou o relatório "Em direção a uma Rede Nacional de Investigação", que influenciou o então senador Al Gore, sendo a semente para a futura "Auto-Estrada da Informação".

O IRC "Internet Relay Chat" foi desenvolvido por Jarkko Oikarinen em agosto de 1988. É um protocolo de comunicação que permite bate-papo online ou seja, comunicação com outras pessoas em qualquer lugar do mundo, em tempo real.

Requer instalação de um programa específico (chamado cliente) a um servidor IRC, estando esse mesmo servidor ligado a outros servidores, formando uma rede IRC que, devido ao uso de ligações em forma de árvore, não possibilita redundância.

As pessoas assim conectadas podem conversar tanto particularmente como em fóruns públicos, utilizando comandos, mesmo estando separados fisicamente por milhares de quilômetros. Assim, o IRC tornou possível o contato e o trabalho "on line" com alguém que poderia estar no outro lado do planeta.

Oikarinen
trabalhava no Departamento de Ciência do Processamento de Informação de Oulu, na Finlândia quando cmeçou a desenvolver um programa de comunicação, para melhorar o já existente MUT (MultiUser Talk), ou seja, o objetivo era criar um sistema de teletexto comunitário que rodasse em TCP/IP e permitisse conversa pública ou privada entre os usuários separados por canais.

Markku Järvinen e Vijay Subramaniam, amigos de Oikarinen, auxiliaram na concepção dos clientes e servidores. O primeiro servidor de IRC foi tolsun.oulu.fi.

Logo foram implantados servidores de IRC em outras universidades no sul da Finlândia, formando redes. E se espalharam por instituições em toda Escandinávia. Do MIT, veio o primeiro utilizador de IRC fora da Europa. A partir de então, mais e mais pessoas começaram a usar o IRC e o número de servidores aumentou, sendo que em 1989 já existiam mais de 40 servidores espalhados pelo mundo.

O IRC ganhou relevância quando foi utilizado para noticiar eventos em tempo real por pessoas que

estavam atrás da “Cortina de Ferro” e relataram a queda da União Soviética durante um "blackout" da media convencional,
em 1990, durante a invasão do Kuwait por Saddam Hussein,
em 1993 durante a 3a. Guerra da Golfo entre usuários com acesso à Internet em Universidades do Oriente Médio.

Somente após 1993 grandes redes de IRC começaram a surgir como EFnet e Undernet possibilitando que qualquer pessoa assinante de um provedor de acesso pudesse se conectar a essas redes.

O IRC se tornou o principal meio de bate-papo na Internet por volta do início dos anos 2000, concentrando milhares de usuários todos os dias.

A decadência do IRC começou por volta de 2003 quando

mensageiros instantâneos se tornaram mais populares, permitindo bate-papo com amigos, sem ser importunado por desconhecidos.
sistema de fóruns baseados em PHP permitiram outro tipo de organização de usuários, que em geral, usavam um mensageiro instantâneo para conversar.
redes sociais foram lançadas.

O IRC ainda tem centenas de redes ativas. E, em geral é utilizado para fins específicos, por exemplo, o IRC é usado por distribuições linux para para dar suporte aos usuários, como a Ubuntu. A troca de arquivos entre usuários é algo semelhante aos que as redes Peer to peer fazem.

Hoje em dia, a Freenode é a maior rede de IRC do mundo em volume de usuários. É uma rede foi criada para reunir projetos de software livre em que os usuários têm suporte técnico e conversam sobre os programas. Assim, muitas iniciativas open-source e/ou livres possuem um canal na Freenode.

Paralelamente, a execução de Botnets em que usuários infectados por por vírus e trojans está sendo feita por IRC.Os IPs dos usuários hospedeiros estão sendo usados para lançar ataques de SPAM a computadores espalhados pelo mundo, permitindo que o propagador permaneça anônimo.

Ainda em 1988, Robert Morris enviou um worm , chamado de Morris, através da Internet, que causou problemas em aproximadamente 10% dos então 60 mil usuários da rede.

"Tin Toy" da Pixar tornou-se o primeiro filme feito em computador a ganhar o prêmio Oscar como melhor desenho animado de curta metragem.


Vídeo: Tin Toy
http://www.youtube.com/watch?v=vYjOGCRmy7I (acessado novamente em 2/09/2009)
Visualizado em 8/6/2008


Em 1988, "IBM", "DEC", "HP", "Apollo" e várias outras empresas de computação formaram a "Open Software Foundation - OSF" ( Fundação de Software Livre) para produzir um sistema que estivesse de acordo com todos os padrões vigentes, mas que também contivesse características adicionais, como uma interface gráfica, um sistema de janelas, processamento distribuído etc. Ou seja, o objetivo era uniformizar as características dos sistemas UNIX, já que ocorreram muitos cruzamentos e acréscimos entre as versões da AT&T e de Berkeley,  resultando em uma confusão de versões.

Então, a AT&T e seus parceiros formaram o grupo UNIX International - UI. O IEEE(Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos) começou a desenvolver o padrão POSIX - Portable Operating System Interface for UNIX. Assim, o POSIX garantia que quem escrevesse um programa para UNIX teria certeza de que, se só usasse os procedimentos definidos pelo padrão, seu programa ia rodar em qualquer sistema UNIX que também seguisse o padrão.

Foi lançado o programa de correio eletrônico Eudora que constituiu-se em um sucesso, sendo o primeiro leitor de e-mails utilizado por muitos consumidores.
 


1989 - O número de computadores em uso no planeta ultrapassou 100 milhões de unidades, havendo 500.000 só nos E.U.A. Já havia 105 redes espalhadas pelo mundo todo, várias delas com uma forma particular de endereçamento de "e-mail''.

Ainda em 1989:

A ARPAnet desapareceu; o número de hosts Internet passou de 100 mil; o número de requisições de arquivos via FTP chegou a mil por mês.

O número de servidores chegou a a 100.000. Austrália, Alemanha, Israel, Itália, México, Nova Zelândia e Porto Rico se ligaram à NSFNET.

O provedor "The world" ofereceu a primeira conexão comercial de internet do tipo dial-up,

Foi lançado o processador 486, com 1,2 milhão de transistores, 20 Mips, com memória de 72 pinos com coprocessador matemático já embutido no próprio processador. Contava com placas PCI de 32 bits que suportavam o dobro da velocidade das placas ISA. Também já suportaria placas SVGA que poderiam atingir até 16 milhões de cores, mas esse potencial só foi explorado em 1995, com o lançamento do Windows 95.

A "Advanced Micro Devices" (AMD) anunciou seu microprocessador AMD-386 para competir com os chips 386 da "Intel".

A Compaq assumiu o terceiro lugar no mercado de pcs, depois da "IBM" e da "Apple". Ela dominou o mercado de computadores e projetou-se especialmente com o lançamento do COMPAQ 386 em 1986 e do COMPAQ 486 em 1989. Em 2002 a "Compaq" foi adquirida pela "Hewlett-Packard".

Em 1o. de agosto de 1989 foi lançado o Microsoft Office como uma suíte de escritório para o Macintosh. A versão para o Windows só foi lançada cerca de um ano depois. Na época custava 500 dólares e já continha os seus três programas mais conhecidos: Word, Excel e PowerPoint.

Muitos computadores grandes como o HP-UX da "Hewlett Packard" e o AIX da "IBM" foram substituídos por computadores pequenos e as redes Novel e Lantastic começaram a ser frequentemente utilizadas.


Timothy John Berners-Lee, em 9 de março de 1989, publicou "Information Management: A Proposal", uma proposta de gerenciamento de informação, que usava o programa Enquire e descrevia as vantagens do sistema baseado em hipertexto.

Ele havia estabelecido o Protocolo de Transferência de Hipertexto ( HTTP ) entre os computadores cliente e servidor, usando a linguagem HTML. E pretendia facilitar o acesso às diversas informações científicas dispersas geograficamente na rede do instituto em que trabalhava, o CERN.

O HTML descreve a estrutura do documento, por exemplo, especificando seu formato: qual a parte do texto que é um cabeçalho, qual é a fonte, a cor, a posição e o estilo desse texto, possibilitando que a forma como o documento é apresentado finalmente ao usuário dependa do seu programa de navegação e da qualidade e configuração de seu monitor. Ou seja, uma pessoa poderia visualizar um documento HTML num terminal de texto, enquanto outra pode visualizar o mesmo documento num computador com ambiente gráfico e o texto será ajustado em cada sistema.

( Mais detalhes sobre as contribuições de Bernes-Lee: aqui, aqui, aqui.)

 

Em 1989 os Laboratórios UNIX Systems da "Bell Labs" lançaram o System V Release 4 (SVR4), em colaboração com a "Sun",unificando vários sistemas UNIX: System V, BSD, SunOS e Xenix.

Steve Case da "Quantum Link Services", em outubro de 1989, lançou um serviço de provedor de internet para computadores Apple II e Macintosh.

Em fevereiro de 1991 o serviço foi ampliado para máquinas DOS. E em outubro o nome Quantum foi alterado para "America online", (AOL). Assim foi criado um dos maiores provedores de internet do mundo. A AOL foi uma das primeiras empresas provedoras de serviços a oferecer acesso à Internet fora das Universidades e da área militar.

A AOL enfatizou o uso de sistema operacional com interface gráfica, que era mais fácil de utilizar, por usuários não familiarizados com Informática.


Brasil: 1980 a 1989



Entre o final de 1980 e 1981, no Brasil começaram a ser produzidos os primeiros microcomputadores nacionais, como o D-8000 da Dismac (1981), o C-300 da Cobra, o S 700 da Prológica, e modelos da SID, com tecnologia muito defasada.

Os brasileiros não tinham acesso a computadores com tecnologia avançada. Só chegavam ao país cópias de equipamentos tecnologicamente atrasados e de elevado custo. Assim, a chegada do TK-90X, clone do ZX Spectrum, possibilitou que muitos brasileiros tivessem o primeiro contato com a informática.

Em 29 de outubro de 1984, em uma tentativa frustrada de desenvolver a tecnologia nacional, o Congresso Nacional aprovou a "Política Nacional de Informática" - PNI) - Lei 7.232, que visava estimular o desenvolvimento da indústria de informática no Brasil, por meio do estabelecimento de uma reserva de mercado para as empresas de capital nacional, impedindo a entrada de companhias internacionais de tecnologia no país.

Essa mercado reservado, instaurado por lei, perdurou por oito anos, até 1992, na prática impediu a concorrência entre a indústria nacional praticamente obsoleta e as empresas internacionais. tendo sido apontada como responsável pelo atraso tecnológico das empresas nacionais.

Na época do Natal de 1984 foi lançado no Brasil o MSX, o primeiro computador doméstico a se popularizar no país. Tinha seus componentes acoplados ao teclado e usava a televisão como monitor. Tinha 2 processadores: o R800 com velocidade de 28 MHz e outro Z80 A de 3,5 MHz (o mesmo do vídeo game Mega Drive). Os dois processadores coabitavam para manter o aparelho compatível com os modelos anteriores, 512 KBs de memória RAM, expansível até 4 MBs, drive 3 1/2 interno, Pulse Code Modulation, microfone embutido com digitalizador de voz e saída MIDI para teclado, placa de áudio com nove canais, processador de texto, calculadora e relógio embutidos. Não tinha HD, mas permitia o uso de um cartucho específico para adaptar ao HD de pc ou Mac.

Em outubro de 1988, o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), no Rio de Janeiro, estabeleceu o primeiro contato acadêmico do país com uma conexão feita com a Universidade de Maryland nos EUA.

Um mês depois um projeto similar também conectou a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP ao Fermilab, Laboratório de Física de Altas Energias de Chicago, EUA, por meio de correio eletrônico.

Logo, o Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas - Ibase colocou no ar a rede Alternex, que passou a atuar como o primeiro provedor de acesso à Internet no Brasil, fornecendo, também, o acesso à rede de mensagens USENET para milhares de usuários de cerca de 45 BBS no País.

O Ministério da Ciência e Tecnologia - MCT criou a Rede Nacional de Pesquisa - RNP  para construir a infra-estrutura necessária e facilitar o acesso acadêmico à rede.

Em 18 de abril de 1989, Jon Postel, que administrava a Internet Assigned Numbers Authority - IANA, designou o domínio .br ao Brasil, onde, até então, só alguns acadêmicos tinham acesso à rede.

Passaram a ser criados sites com essa terminação, identificando-os como endereços brasileiros.


Fotos: Vários pcs antigos, das décadas de 70 e 80.
http://oldcomputers.net/pics.html (acessado novamente em 2/09/2009)
(Clique em cada imagem para ver mais figuras e informações.)

Onde encontrar mais informação

Referências Bibliográficas - Vídeos - Imagens 

Primeiros jogos digitais - Unix, Software Livre, Linux 

| Início | 1500-1799 | 1800-1899 | 1900-1939 | 1940-1949 | 1950-1959 |

| 1960-1969 | 1970-1979 | 1980-1989 | 1990-1999 | 2000-2009 | 2010-... | Gerações |




Este "site", destinado prioritariamente aos alunos de Fátima Conti,
segue as regras da FDL (Free Documentation Licence),
pretende auxiliar quem esteja começando a se interessar por internet,
computadores e programas, estando em permanente construção.
Sugestões e comentários são bem vindos.
Se desejar colaborar, clique aqui. Agradeço antecipadamente.

Deseja enviar essa página?

Se você usa um programa de correio eletrônico devidamente configurado e tem
um e-mail pop3, clique em "Enviar página" (abaixo) para abrir o programa.
Preencha o endereço do destinatário da mensagem.
E pode acrescentar o que quiser.
(Se não der certo, clique aqui para saber mais).

Enviar página

Se você usa webmail copie o endereço abaixo

http://www.ufpa.br/dicas/net1/int-h198.htm

Acesse a página do seu provedor. Abra uma nova mensagem.
Cole o endereço no campo de texto.
Preencha o endereço do destinatário.
E também pode acrescentar o que quiser.

Última alteração: 11 nov 2014