Para visualizar corretamente configurar a tela para 1024 x 768 pixels


Características gerais

Apresentação

Calc

Concorrência com "piratas"

Exportar como PDF

História

Impress

Instalação no Windows
Migração

Padrões abertos e documentação - ODF


Programas disponíveis

Revista

Vantagens

Visualizadores MSOffice

Writer

Programas disponíveis


As suítes (conjuntos de programas) Apache OpenOffice e LibreOffice, são destinadas às tarefas de escritório. Possuem diversos módulos, ou seja, contém editor de textos, planilha eletrônica para cálculos, gerenciador de apresentações, editor de páginas web, editor de ilustrações, além de outras ferramentas.

A sua utilização gera muitas vantagens: são softwares livres e são grátis, não havendo custos de licenciamento, Assim, têm código fonte aberto e versões diferentes para rodar em vários sistemas operacionais, especialmente no Linux.

Ambas contém os seguintes programas, que possibilitam:

Writer ( Texto ): criar e editar textos e criar páginas web,

Calc ( Planilha ): criar e editar planilhas eletrônicas,

Impress ( Apresentação ): criar e editar apresentações multimídia,

Draw ( Desenho ): criar e editar desenhos, diagramas e gráficos,

Base: trabalhar com diferentes, fontes de dados e com arquivos de texto comuns,

Math: editar fórmulas matemáticas,

Início rápido: tornar mais rápido a inicialização dos programas.

Aqui há informações sobre os seguintes módulos:




Os programas são comparáveis com suítes existentes no mercado, pois funciona de forma similar, sendo capazes, por exemplo, de importar / exportar e editar os arquivos (do Word, Excel e PowerPoint em várias versões). E permitem editá-los e gravá-los, tanto em formato ODF, em seus formatos nativos e nos formatos privativos.

Ou seja, permitem criar, modificar e salvar textos como arquivos com formato doc, salvar planilhas com a extensão xls e salvar apresentações com a terminação ppt.

As pessoas que utilizam outros editores têm uma grata surpresa ao abrirem os programas: seu aspecto é bastante semelhante a programas já conhecidos, com muitos atalhos e funções idênticos, o que permite uma fácil adaptação.

Para ver a aparência dos programas mais importantes clique em:

| Calc | Impress | Writer |

E lembre-se que todos os atalhos que você já conhece realizarão a mesma função, havendo poucas diferenças quanto aos comandos aplicados por teclado, como o sublinhar:

LibreOffice: [Ctrl] U - MS Office: [Ctrl] S

Como qualquer outro programa, é importante observar que ambas as suítes não são produtos acabados, podendo ainda existir erros e falhas. Entretanto, na absoluta maioria dos casos funciona muito bem.

Deve-se ressaltar que mesmo os programas que seguem a filosofia de software livre podem não ter custos de licenciamento mas apresentam custos de manutenção. Pois, evidentemente, como quaisquer outros programas, o usuário que os utilizar necessitará de treinamento e as bases precisarão ser mantidas. (topo)


Vantagens

As suítes livres de escritório possuem características muito interessantes:

as diferentes versões em português do Brasil foram compiladas e traduzidas por voluntários em todo o país, como sempre acontece com programas livres,

são multiplataforma, ou seja, podem ser executadas em vários sistemas operacionais ( Linux, Windows e Mac OS X, Solaris),


têm código fonte aberto, e grandes comunidades distribuídas por todo o mundo, Assim, qualquer pessoa pode copiar e modificar como quiser. Se um programador não gostar de algo, pode alterar o que desejar.

têm grandes comunidades distribuídas por todo o mundo, Assim, mitas ideias e muita ajuda é possível bastante rapidamente.

são gratuitas, portanto não há custos de licenciamento.


É importante notar que:

- se alguém estiver trabalhando em uma planilha, pode abrir um texto, ou uma apresentação sem fechar o primeiro programa.

- as opções para todos os módulos podem ser definidas em uma única janela de preferências, sendo que aquelas que se aplicam a todos os módulos só precisam ser assinaladas uma única vez,


os arquivos criados são compactados, e contém arquivos separados para o texto, layout, imagens e outros objetos. As imagens não sofrem alterações, pois são mantidas em seu formato original e o texto é salvo em formato .xml, muito mais organizadamente que em outros tipos de gravação,


como os arquivos são gravados em formato comprimido, ler e gravar documentos pode ser um pouco mais demorado, especialmente em computadores com processadores mais antigos e lentos. Entretanto, essa compressão torna, em geral, os arquivos criados menores, utilizando menor quantidade de espaço para armazenamento no HD e exigindo menos tempo para transferi-los pela Internet, seja em downloads ou envios por e-mail,


O salvamento de arquivos pode ocorrer em muitos formatos como especificado aqui (Writer), aqui (Calc) e aqui (Impres).

Ambas as suítes salvam arquivos no padrão ODF. Este é um formato de documentos aberto e compatível com aplicações livres, tendo sido publicado pelo grupo OASIS.

ODF significa Open Document Format (Formato de documento aberto) e é um conjunto de regras para a criação de diversos tipos de arquivos. Essas regras são claras e disponíveis, portanto, a adoção desse padrão é uma garantia de acesso e preservação de documentos eletrônicos sem restrição no tempo.

Ambas as suítes são excelentes, e ainda contam com várias extensões que aumentam seus recursos. Inclusive as que nos ajudam a bem escrever em nosso idioma como CoGrOO - Corretor gramatical, Dicionário de Sinônimos e Antônimos e VERO - Verificador ortográfico.


desde 2003 existe a capacidade de exportar arquivos em formato PDF, "Portable Document Format", que pode ser lido por praticamente qualquer computador sob qualquer sistema operacional, e é útil na impressão de documentos.


Basta clicar no botão "Exportar diretamente como PDF", um atalho na barra de ferramentas, presente tanto no Writer, como no Calc ou no Impress ...:


é capaz de importar / exportar arquivos de diferentes versões do MS Office ( 97, 2000, 2003, 2007, 2010...)

pode ser importante mencionar o suso de Java para ter portabilidade entre os diferentes sistemas operacionais. Portanto pode demorar alguns segundos a mais pra abrir. Mas nada que cause desgaste emocional.

Interessante é notar que, enquanto o instalador do MS Office, em sua versão maior tem mais que 600 MB, as suítes livres tem menos que 150 MB. É só pensar: alguma vez você instalou o sistema proprietário a partir da Internet? Percebeu? O tamanho é um enorme impeditivo.

Portanto, os Office livres são equivalentes ou melhores que as suítes de escritório existentes no mercado. (topo)



Migração


Os Office livres visualizam e editam arquivos do MicroSoft Office (criados por Word, Excel e PowerPoint) com maior ou menor sucesso (mas, em geral, bastante bem) sob sistemas Windows 95, 98, Me, NT, 2000, XP e Vista, pois:

estes arquivos são bastante compatíveis desde a versão 6.0 e

o código para abrir estes arquivos também não tem mudado muito.

Entretanto, a migração para o um dos Office livres pode ser bastante tranquila pois a aparência e os recursos dos programas principais, Writer, Calc e Impress, são muito semelhantes aos de programas com funções parecidas e as mudanças nos menus não trazem muitos transtornos para os trabalhos comuns. Assim, não geram grande consumo de tempo para aprendizagem das diferenças com outros programas.

É importante lembrar que os Office livre não são MS Office gratuito, mas outros programas com filosofia, recursos e métodos de trabalho próprios. Assim, quando se adota um desses programas é muito melhor trabalhar com seus arquivos nativos e não com arquivos convertidos.

Deve-se ressaltar que, como já foi dito anteriormente, a troca de arquivos com outras pessoas, empresas ou instituições é possível, mesmo que elas usem outros programas, pois os Office livres permitem salvar arquivos, tais como textos, planilhas, apresentações, e em diferentes formatos, que podem ser lidos por esses outros programas.

Note-se que quando se deseja enviar arquivos para outras pessoas ou empresas, pode-se usar o formato PDF. que é nativo.

Em último caso, e por absoluta falta de opção, em geral apenas motivado pelo grande desconhecimento de informática por parte do destinatário, pode-se até enviar arquivos nos formatos .doc ou.xls ou pps.

Entretanto, no próprio computador sempre é importante trabalhar com os formatos nativos, pois nunca haverá problemas de formatação e os documentos gerados costumam ser de tamanho bastante menor, pois já são compactados.

No caso de empresas, deve-se considerar que cerca de 90% dos arquivos trocados são gerados na própria empresa. Assim, é recomendável adotar o padrão aberto ODF internamente para evitar quaisquer problemas.

Note-se que, apesar dos Office livres permitirem manter os formatos .doc, .xls, .pps como padrão, isso pode ser uma fonte de aborrecimentos. (topo)


Compatibilidade entre arquivos Office livres - MS Office

Entretanto, e evidentemente, a MicroSoft protege as vendas dos seus produtos monopolistas por meio da incompatibilidade, já que a empresa opera dentro de uma filosofia de concorrência.

Assim, a compatibilidade nunca será total, pois a MS não deseja isso. Também é preciso lembrar que a conversão de arquivos é feita mediante engenharia reversa e, portanto, há imperfeições no processo.

Note-se que, como a MS não publica as descrições oficiais dos formatos dos arquivos do MS-Office, as macros destes documentos não funcionam nos Office livres, mas elas são preservadas se alguém desejar editá-las novamente no MS-Office.

Outra fonte de incompatibilidade são os objetos embutidos, como figuras ou planilhas inseridas em um documento de texto. Planilhas protegidas por senhas não podem ser abertas pelos Office livres.

Entretanto, geralmente os documentos básicos gerados por programas proprietários podem ser lidos e trabalhados sem problemas, embora em determinadas situações possa haver perda de layouts.

Aliás, essa filosofia sempre trouxe transtornos aos usuários que usavam programas da própria MicroSoft: foi comum documentos criados no Word do Office95 não serem lidos pelo Word do Office97, por exemplo.

Evidentemente, nesse caso o problema não é que a MicroSoft não consiga manter a compatibilidade entre seus produtos ou que a adição de novos recursos realmente torne os produtos incompatíveis, mas que a compatibilidade é dificultada para forçar os usuários a comprar as novas versões.

Portanto, ao se adotar um Office livre é melhor esquecer outros programas, pois a interoperabilidade sempre poderá gerar problemas. (topo)


Concorrência com "piratas"


Entretanto, é importante lembrar que o maior concorrente dos Office livres no Brasil não é um programa de qualquer outra empresa. É o software, não legalizado, comumente chamado de pirata.

Evidentemente, se um determinado programa é pago, e se uma pessoa não pode comprar programas e, especialmente, se uma empresa ou uma instituição não pode se dar ao luxo de ter, por exemplo, o MicroSoft Office legalizado, em todos os seus computadores, poderá apelar para o uso de programas sem arcar com os custos de licenciamento, enquanto a legislação e a fiscalização forem frouxas.

Portanto, as pessoas e empresas adotarão um conjunto de programas livre e gratuito, como um dos Office livres no momento em que

decidirem deixar de ser ilegais,

não puderem pagar por programas custosos,

a legislação melhorar e/ou for cumprida. (topo) 


Visualizadores


É comum que visualizadores dos programas da MS possibilitem maior facilidade na adaptação do usuário à utilização de outros programas.

Os visualizadores são programas disponibilizados gratuitamente pela própria MicroSoft, que possibilitam apenas visualizar e imprimir arquivos criados pelos programas Word, Excel e PowerPoint, sem ter esses programas instalados. Mas não permitem sua edição.

Outras informações sobre os arquivos de instalação dos visualizadores podem ser encontradas clicando-se aqui. (topo)


Tipos de Programas, quanto à sua obtenção
Se desejar saber sobre as diversas maneiras de obtenção de instaladores de programas, clique no item desejado a seguir:

| Adware | Demo | Freeware | Gratuito | Nagware |

| Opensource, GPL e GNU | "Payware" | Shareware | Trial | Outros |

(topo)


Apresentação


Se desejar ver um resumo (incompleto) sobre esse assunto:

Apresentação: Alguns aplicativos dos Office livres

copie o arquivo odp, comprimido em formato zip

http://www.ufpa.br/dicas/zip/offi-apli.odp.zip

copie o arquivo pdf
http://www.ufpa.br/dicas/pdf/offi-apli.pdf  (topo)

Onde encontrar mais informação

Referências Bibliográficas




Este "site", destinado prioritariamente aos alunos de Fátima Conti,
disponível sob FDL (Free Documentation Licence),
pretende auxiliar quem esteja começando a se interessar por internet,
computadores e programas, estando em permanente construção.
Sugestões e comentários são bem vindos.
Se desejar colaborar, clique aqui.
Agradeço antecipadamente.

Deseja enviar essa página?

Se você usa um programa de correio eletrônico devidamente configurado e tem
um e-mail pop3, clique em "Enviar página" (abaixo) para abrir o programa.
Preencha o endereço do destinatário da mensagem.
E pode acrescentar o que quiser.
(Se não der certo, clique aqui para saber mais).

Enviar página

Se você usa webmail copie o endereço abaixo

http://www.ufpa.br/dicas/open/oo-defi.htm

Acesse a página do seu provedor. Abra uma nova mensagem.
Cole o endereço no campo de texto.
Preencha o endereço do destinatário.
E também pode acrescentar o que quiser.

Última alteração: 4 ago 2012